Bolo de mandioca – Mané Pelado

20 de março de 2018 | Bolos e Quitandas

Minha família sempre teve o hábito de consumir mandioca (aipim ou macaxeira). E na casa da minha avó Maria, a querida Genilda sempre fazia um bolo de mandioca delicioso! O tempo passou e acabei perdendo a receita do bolo. Com a ajuda das minhas amigas do grupo de culinária, consegui resgatar a receita e preparar esse bolo Mané Pelado.

Mané Pelado é um bolo de mandioca muito comum na culinária tradicional mineira e goiana que, além de mandioca fresca, leva queijo e coco fresco ralado. Essa mistura de ingredientes deixa o bolo com um sabor maravilhoso. O toque salgado conferido pelo queijo e a textura crocante e sabor adocicado do coco fazem do Mané Pelado um bolo para lá de especial.

A origem do nome do bolo (Mané Pelado) tem muitas explicações. Há especulações de que o nome tem origem portuguesa e diz respeito à colheita da mandioca ou ao preparo do bolo feito por um tal de Mané, que deveria estar pelado para tudo dar certo.

Para quem tem intolerância ao gluten, essa receita é ideal, pois não leva farinha de trigo. Outras substituições possíveis que já testei e deram certo: trocar a manteiga por óleo de coco e o leite condensado por 1 xícara de açúcar. Se você ainda não experimentou Mané Pelado, não perca tempo! Confira a receita na íntegra a seguir:

Bolo de Mandioca Mané Pelado

rende 12 pedaços

Ingredientes

  • 1kg da mandioca descascada
  • 1 xícara de coco fresco ralado
  • 1 xícara de queijo minas meia cura ralado
  • 3 ovos
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • 1/2 xícara de açúcar
  • 1 lata de leite condensado
  • 200ml de leite de coco
  • 1 pitada de canela e cravo em pó
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de preparo

  1. Rale a mandioca, o coco e o queijo separadamente e reserve. Se quiser um bolo mais cremoso e denso, os ingredientes devem ser ralados no ralo mais fino. Se quiser um bolo mais aerado e fofo, rale os ingredientes no ralo grosso, aquele em formato de gota, com buracos maiores.
  2. Unte e enfarinha uma assadeira retangular ou redonda média que seja alta. Coloque o forno para preaquecer a 200 graus.
  3. Para misturar os ingredientes, pode-se utilizar uma tigela ou a batedeira. Primeiro junte os ovos e o açúcar. Misture bem até obter um creme claro. Adicione a manteiga e bata até ficar homogêneo.
  4. Depois acrescente o leite condensado, o leite de coco e a mandioca ralada. Misture rapidamente. Adicione então o coco e o queijo e misture novamente. Por fim, inclua o fermento em pó, 1 pitadinha de cravo e canela em pó, o sal e misture bem.
  5. Coloque a massa na assadeira e acomode-a bem até ficar retinha.
  6. Leve ao forno por aproximadamente 40 minutos ou até que a superfície fique bem dourada. Faça o teste do palito para verificar se está bem assado.
  7. Quando estiver pronto, retire o bolo do forno e deixe esfriar um pouco antes de partir. Esse bolo morninho com uma xícara de café é uma delícia! Experimente!
http://www.leiliane.com.br/bolos-e-quitandas/bolo-de-mandioca/

 

 

8 Comentários

  • Eliza

    07 d abril d 2018, às 13:45. Responder

    Humm! Delícia de receita!!!
    Porém para que seja vegana, não só o leite condensado e a manteiga deveriam ser substituídos, mas também os ovos e o queijo.

    • leiliane

      09 d abril d 2018, às 05:10. Responder

      Olá Eliza,

      Você tem toda razão, obrigada por apontar essa falha. Já fiz a correção na descrição da receita, uma vez que ainda não testei sem ovos. Em breve farei o teste e publicarei caso dê certo.
      Um grande abraço e volte sempre por aqui!

  • diva verson

    15 d novembro d 2016, às 22:15. Responder

    hummm adorei

  • Angélica Sousa

    26 d julho d 2014, às 11:34. Responder

    Gosto demais de receitas nordestinas, pois sou de origem Sergipana, que gosta de bolo de mandioca, camarão, caruru, arroz doce, etc. Portanto esta receita de mane pelado lembrei da receita do bolo de mandioca de mamãe, que ela faz com muito carinho para mim e meu marido. Obrigado pela receita. Que Jeová a abençoe sempre.
    Angélica Sousa.

    • leiliane

      30 d julho d 2014, às 16:55. Responder

      Fico muito feliz que tenha gostado da receita, Angélica.
      Obrigada pela visita e volta sempre por aqui!
      Abraços

    • Benaia

      28 d janeiro d 2016, às 11:48. Responder

      também adora essa receita, só lembrando a angelica que uma receita tradicional do interior de goias, mato grosso e minas… bjos

  • Muito Bom

    15 d julho d 2013, às 13:20. Responder

    Muito Bom!!!

Comente