mswindows.org cheap office-professional-plus-2016 key parajumpers sale www.troilus.es anneshealinghands.nl canada goose jas parajumpers outlet

Pamonha com a família em Tupaciguara

02 de julho de 2013 | Bolos e Quitandas

Foi no carnaval que combinamos de fazer pamonha. Fazer pamonha em grande quantidade é um processo muito trabalhoso. Por isso, é tradição lá em casa juntar várias pessoas da família pra fazer pamonha.

pamonha pronta 4

Dessa vez fomos em 13 pessoas: Tia Célia, Peterson, Celiana, Emiliano, Edvaldo, Marlúcia, Yasmyn, Eleuza, Durval, Almerinda, minha mãe Glaci, meu irmão Érico e Daniel. Agradeço a todas essas pessoas pela ajuda, pois eu  definitivamente AMO pamonha, desde o fazer até o comer!

É tanta gente assim pois foram 102 espigas de milho verde para descascar, limpar, separar e preparar as palhas, ralar as espigas, passar a massa pela peneira, preparar os temperos, temperar a massa, enrolar as pamonhas e cozinhá-las. Tanto trabalho vale muito a pena, pois comer essa pamonha quentinha e cremosa é um prêmio!

Para obter pamonhas mais cremosas e macias, o ideal é ter espigas mais verdinhas e moles, e depois de ralar,  passar a massa pela peneira (nesta receita o nosso milho estava um pouco mais duro). Lá em casa, fazemos pamonha doce com toque de cravo e canela, e pamonha salgada com linguiça, cheiro verde e pimenta de cheiro. Como bons mineiros, colocamos queijo fresco na pamonha (esqueceram de por o queijo na minha).

O processo de temperar a pamonha não tem muita ciência. Aprendemos assim com a Vovó Maria: colocar óleo até aparecer uns pontinhos em cima da massa; colocar açúcar até sentir o doce pungente ao experimentar a massa.

Pra diferenciar a pamonha doce da salgada, amarramos uma palhinha no cordão. Aliás, enrolar e amarrar pamonha também é uma arte. Esse método que usamos é chamado de pamonha nortista, em que se faz um cilindro de palha e depois monta-se um copo de palha para sustentar a forma. Depois coloca-se um pedaço de queijo e a massa dentro desta forma e cobre com outro copinho, de maneira bem ajustada. Em seguida, amarra-se a pamonha firmemente, que deve ser levada à água quente para cozinhar.

passos_pamonha

O melhor momento de comer a pamonha é quando ela sai do tacho, bem quentinha e cremosa.

Cozinhando pamonhaDepois de cozida, ela pode ser congelada por aproximadamente 1 mês. Para comer, basta aquecê-la novamente por 4 minutos no microondas ou por uns 20 minutos na panela em água fervente, fogo médio.

Deixarei uma receita mais simples, com dez espigas para que fique mais fácil entender as proporções dos ingredientes. Veja a receita:

Atenção! Essa quantidade de espigas costuma render aproximadamente 12 pamonhas, se o milho estiver graúdo e bem granadinho.

Pamonha Doce

Ingredientes:
10 espigas de milho verde com a palha
1 xícara bem cheia de açúcar cristal
1/2 xícara de manteiga derretida
1/2 xícara de óleo de soja
1 pitada de sal
1 colher de café de bicarbonato de sódio
1 colher de café de canela em pó
1 colher de café de cravo em pó
12 tiras de queijo minas fresco
12 pedaços de cordão de 40cm para amarrar as pamonhas

Preparo:
1. Com uma boa faca e uma tábua, corte as extremidades das espigas de milho. Descasque o milho, reservando as palhas mais inteiras e macias para embrulhar as pamonhas.

2. Rale o milho (se não puder ralar, corte os grãos passando a faca rente à espiga e depois triture-os no liquidificador com um pouquinho de água). Depois passe a massa pela peneira para retirar as cascas mais grosseiras e manter somente a polpa do milho. Deixe a massa descansar por alguns minutos.

3. Ferva bastante água e escalde as palhas que separou para embrulhar as pamonhas (mais ou menos 4 palhas por pamonha é suficiente). Corte o cordão em pedaços de 40cm aproximadamente.

4. Tempere a massa, acrescentando o açúcar, o óleo e a manteiga aos pouco e misturando bem para que a massa fique homogênea. Prove a massa e veja se carece de mais açúcar, conforme seu gosto. Por fim adicione o sal, o bicarbonato de sódio, o cravo e a canela e misture ainda mais.

5. Coloque em uma panela bem grande bastante água e leve ao fogo para ferver. Enrole as pamonhas com as palhas, conforme a sequência de fotos da pamonha nortista. Com a palha de milho faça um cilindro, envolva-o com um copo de palha e encha com a massa e um pedaço de queijo. Arrume outra palha de milho, envolvendo o copo e amarre a parte central com um barbante. Assim que terminar de amarrar a pamonha coloque-a imediatamente dentro da panela com água fervente.

6. Cozinhe as pamonhas por aproximadamente 40 minutos ou até a massa ficar cozida (ela deverá ficar levemente cremosa). Você sabe que estão prontas quando começa a sentir o cheiro de milho cozido no ar. Retire as pamonhas da panela, deixe escorrer um pouco e delicie-se!

Pamonha Salgada à moda lá de casa

Ingredientes:
10 espigas de milho verde com a palha
1/2 xícara de manteiga derretida
1/2 xícara de óleo de soja
1 colher de sopa de sal
1 colher de café de bicarbonato de sódio
300g de linguiça de porco frita e cortada em pedaços grandes (12 pedaços)
2 colheres de queijo minas ralado
1 pimenta de cheiro amassada
cheiro verde a gosto
12 pedaços de cordão de 40cm para amarrar as pamonhas

Preparo:
1. Com uma boa faca e uma tábua, corte as extremidades das espigas de milho. Descasque o milho, reservando as palhas mais inteiras e macias para embrulhar as pamonhas.

2. Rale o milho (se não puder ralar, corte os grãos passando a faca rente à espiga e depois triture-os no liquidificador com um pouquinho de água). Depois passe a massa pela peneira para retirar as cascas mais grosseiras e manter somente a polpa do milho. Deixe a massa descansar por alguns minutos.

3. Ferva bastante água e escalde as palhas que separou para embrulhar as pamonhas (mais ou menos 4 palhas por pamonha é suficiente). Corte o cordão em pedaços de 40cm aproximadamente.

4. Tempere a massa, acrescentando o sal, o óleo e a manteiga aos pouco e misturando bem para que a massa fique homogênea. Prove a massa e veja se carece de mais sal, conforme seu gosto. Por fim adicione o bicarbonato de sódio, a pimenta de cheiro e o cheiro verde e misture ainda mais.

5. Siga os mesmos passos da pamonha doce, acrescentando um pedaço de linguiça a cada pamonha que embrulhar!

A Salgada é minha predileta!

13 Comentários

  • Luciano Arrais

    15 d outubro d 2015, às 19:52. Responder

    Meus parabéns pelo seu blog!

    Ler essa receita vc me fez voltas a minha infância quando reuníamos na chácara de meu avô Ismael e ver claramente a imagem de minha avó Madalena revezar com a s filhas e sobrinhas ralar o milho!

    As imagens são um tanto que esparsas pois meu foco a época uma criança era estourar bombinhas em formigueiros e cupinzeiros…

    Mas o sabor me vem até hoje da pamonha pronta!!!!

    E observo que vc manteve as sábias dicas que minha vó falava…também pudera, afinal ela e sua avó Maria eram irmãs… Hehehe!
    Em uma frase traduzo toda aquela explosão de sabores e união familiar que o alimento até os dias de hoje gera: “Eh trem bão sô!”

    Parabéns pelo seu blog!
    Beijos do primo!

  • Castro César de Oliveira

    02 d Maio d 2014, às 15:36. Responder

    Moro em Macapá, mas sou goiano de Goiânia. Vendo sua receita estou pensando em colocar uma casa da pamonha em Macapá-AP, aqui não tem. Até mesmo o milho esta surgindo em maior escala agora, antes não tinha.
    Uma pergunta quando fala 1/2 xícara de manteiga derretida ( é banha de porco ?)

    Abraços!

    • leiliane

      05 d Maio d 2014, às 09:45. Responder

      Oi Castro,

      Obrigada pelo comentário. A manteiga derretida é de leite.
      Depois me conte o resultado.
      Abraços

  • aurora

    17 d setembro d 2013, às 05:06. Responder

    OLÁ SOU DE PORTUGAL MAS JÁ COMI PAMONHA EM TUPACIGUARA NA CASA DA GLACI, ELA QUE ME DEU O SEU BLOG.BJS

    • leiliane

      20 d setembro d 2013, às 23:49. Responder

      Oi Aurora, que legal!
      Venha sempre por aqui fazer uma visitinha!

  • DAVID PEREIRA BORGES

    16 d setembro d 2013, às 07:17. Responder

    A PENEIRA TEM NUMERO,OU SEJA PARA FEIJÃO,ARROZ E CAFÉ…QUAL DESSAS É A IDEAL PARA A PAMONHA? OBRIGADO.

    • leiliane

      16 d setembro d 2013, às 16:22. Responder

      Olá David,

      Na verdade, eu não sei te responder essa pergunta. Não pode ser muito fininha e nem muito grossa.
      O objetivo é que as cascas dos grãos de milho (bagaço) fiquem retidas na peneira.

  • Cilésia

    04 d julho d 2013, às 14:27. Responder

    Leiliane,

    Que saudade de Minas!
    Estas pamonhas me deram água na boca.
    Receita assim tem que ser da nossa terrinha rsrsrs

    Bjim

    Cilésia

    • leiliane

      04 d julho d 2013, às 14:41. Responder

      Oi Cilésia, que bom receber seu comentário por aqui! Tenho certeza que iria adorar essa pamonha. Tava boa demais! Obrigada pela visita e volte sempre viu!

  • sonia regina

    03 d julho d 2013, às 18:13. Responder

    Oi Leiliane a pamonha que voces fizeram parece muito gostosa da pra vc mandar pedacinho pra mim ,estou com agua na boca

    • leiliane

      04 d julho d 2013, às 14:42. Responder

      Oi Sonia,

      Fico feliz que tenha gostado da receita!
      Abraços e volte sempre por aqui!

Comente