canada goose Schweiz canada goose online moncler damen moncler acorus moncler Schweiz

Genética para Bolo

02 de março de 2009 | Bolos e Quitandas

grandmajulie

De onde vem o cozinhar bem?

Existe algo “genético” que já notei nas pessoas da minha família. Tanto o lado paterno como o materno tem pessoas que cozinham extremamente bem. Então, diante de estímulos, observações e experiências,criou-se em mim um prazer enorme em cozinhar.

Durante minha adolescência, morei muito tempo com minha avó materna e sua irmã, em Tupaciguara-MG. A Vovó Maria tinha o melhor arroz com feijão da face da terra. A Tia Branca fazia doces de compota e bala de coco como ninguém. Caprichosas, sempre dividiam as tarefas da cozinha. Além disso, meus pais, também exímios cozinheiros, sempre deixaram que eu me aventurasse na cozinha desde cedo. A minha avó paterna, Vovó Violeta, teve restaurantes e mora em Brasília desde a época da construção da capital. Então era de se esperar algo. E de fato a cozinha é o ambiente onde exerço a criatividade, esqueço os problemas, sinto prazer e realização com a prática.


De onde vem o bolo?

A Tia Branca fazia bolos. Ela tinha uma receita base e batia os ingredientes numa tigela enorme de cerâmica. Era um mundo de colheres de pau e utensílios mágicos para uma criança. Eu gostava muito de “rapar a tigela”. Porém, o bolo dela era meio sêco. Então, me deu vontade aprender a fazer bolo. Aprendi primeiro a receita dela. Depois, ao passar férias na casa da vovó Violeta, ela me ensinou sua receita. Minha mãe também contribui explicando sobre a relação, a ordem e a quantidade de ingredientes. Muitos dos bolos que fiz derramaram no forno, “solaram”. Desperdício só. Mas continuei na busca da receita perfeita, até conseguir.

Receita de Bolo de Chocolate Alquimia

Após muitos bolos, vários com elogios e aparente preferências da família e amigos, vai minha receita de bolo de chocolate.

Ingredientes do bolo:
3 ovos
1 pitada de sal
1 xícara de chá de açúcar refinado
3 colheres de margarina
2 xícaras de chá de farinha de trigo
1 xícara de chá de chocolate em pó
1 xícara de leite integral
1 colher de sopa de fermento em pó
Raspas da casca de 1 laranja

Preparo do bolo:
Separe as claras, junte o sal e bata em neve. Reserve. Ligue o forno e deixe aquecendo enquanto prepara a massa. Unte uma forma (costumo usar a redonda de aprox. 25cm de diâmetro) com margarina e enfarinhe em seguida. Num recipiente junte as 3 gemas, o açúcar, as raspas de laranja, a margarina e bata bem. Junte a esta mistura a farinha de trigo, o chocolate e o leite. Vá misturando devagar até obter uma mistura homogênea. Coloque o fermento em pó, misturando sem parar. Por último, junte delicadamente as claras em neve. Leve ao forno (180°) por aproximadamente 30 minutos.

Ingredientes da cobertura:
4 cravos da índia
1 pauzinho de canela
Casca de uma laranja
2 xícaras de leite
4 colheres de sopa de chocolate em pó
1 colher de manteiga ou margarina
1/2 lata de leite condensado

Preparo da cobertura:
Em fogo baixo, ferva o leite com o cravo, a canela e a casca de laranja. Reserve. Faça um brigadeiro mole com o chocolate, o leite condensado e a manteiga. Quando o brigadeiro estiver começando a soltar do fundo, acrescente aos poucos o leite aromatizado até obter uma calda parecida com calda de sorvete.
Servindo o bolo:
Desenforme o bolo em uma bandeja ou boleiro. Ainda quente, você fura o bolo com o garfo e espalha a cobertura. Aguarde esfriar um pouco para servir. Fica fofinho, cheiroso e gostoso. Se quiser levar à geladeira, é importante que mantenha o bolo em uma vasilha fechada, pois a massa pode ressecar e mudar de textura.

 

7 Comentários

  • Denise

    09 d abril d 2012, às 10:51. Responder

    Leiliane, amei esse bolo!
    Há algum tempo, eu procurava uma boa receita de bolo de chocolate, sem muita gordura, e a sua, achei perfeita.
    Aí, fui executá-la para a Páscoa, e ficou uma delícia!
    Eu fiz somente a massa, e usei-a numa torta, com recheio de amendoim, cobertura de negrinho e morangos, tudo bem simples, mas que ficou muito gostosa.
    Mas devo dizer que a minha massa quebrou muito quando fui montar as camadas da torta. Ela é mais perfeita para bolos, mesmo assim, valeu muito o trabalho de lidar com ela na montagem!
    Obrigada e parabéns pelo blog, muito inspirador!

    Sabe como foi que encontrei a tua receita?
    Foi por acaso:
    No início do feriado de Páscoa, eu estava fazendo uma pesquisa sobre blogs de culinária, pois estou pensando em criar um, e achei o teu muito charmoso, gostei especialmente da idéia de registrar as receitas que aprendeste com a família.
    E encontrei a receita assim, por acaso, lendo o teu blog de curiosa.
    Abraço!

    • leiliane

      10 d abril d 2012, às 09:46. Responder

      Denise,

      Que alegria receber seus elogios.
      Fico muito feliz que tenha gostado da receita e do blog.
      Volte sempre por aqui, viu!

      obrigada.

  • Didi

    05 d março d 2009, às 17:13. Responder

    Ai, que saudades de sua comida! 🙁
    Tudo bem… e de você! :))))
    É porque o tópico pediu um elogio!
    Amo-te!

  • tassio

    05 d março d 2009, às 11:07. Responder

    isso parece muito bom hehehehe

    leili sua familia chegou a lhe ensinar algum recheio de coco pra colocar nesse bolo? hehehehe queria fazer ele usando tipo um receio de coco, vc sabe de algum =P

    tá ficando bom o blog XD bjos!!!

    • leiliane

      05 d março d 2009, às 11:42. Responder

      Oi Tássio!

      Olha só… aproveitando o restante do leite condensad…
      Ingredientes para o recheio:
      Meia lata de leite condensado
      Meia xícara de leite de côco
      Meio côco ralado (compre um côco nas barracas ou supermercados)
      1 gema
      1 colher de manteiga ou margarina

      Preparo:
      Junte todos os ingredientes em uma panela de findo grosso e vá misturando com colher de pau até obter um creme não muito duro.

      Esse é o recheio que eu costumo fazer. Você pode ralar o resto do côco em fatias e enfeitar o bolo por cima. Vai ficar lindo!

  • Flávio Prado

    03 d março d 2009, às 17:44. Responder

    Sem dúvida alguma irei registrar o que já pude vivenciar com tal guloseima, com tal alimento que parecia ter vida propria a me chamar para lhe devorar, onde me seduziu ao ponto de quebrar a minha linha de educação e pedir mais um pedaço.
    Sinto ainda o sabor doce e harmônico de tal bolo em meu paladar. Paladar esse que ficou mais aguçado e exigente depois de experimentar tal bolo, após um almoço também muito saboroso.
    Valadares, sinto em dizer, mas estou apaixonado por seu bolo. rs…
    Gracias Senhorita.

    Saudades…

  • Cyntia

    03 d março d 2009, às 15:11. Responder

    Maravilhosa herança genética a sua, Leili. Indico com água na boca o Bolo de Chocolate Alquimia, que tive o prazer de experimentar com vontade de quero mais. Parabéns, amiga! Adorei a parte das receitas, quem sabe assim me animo a exercer ainda mais meu lado mulherzinha. Bjos

Comente