Picanha com coca-cola ao forno

30 de janeiro de 2011 | Carnes

Prato
Neste domingo tivemos a honra de receber em casa para almoçar o Thompson, um cara super descolado e gente boa. Num de nossos encontros anteriores, ele havia mencionado que sua mãe, Eliana, costuma preparar uma deliciosa picanha com coca-cola. Fiquei intrigada com esta mistura e pedi pra ele me ensinar. Então Eliana nos enviou a receita e prestou alguns esclarecimentos por telefone enquanto preparávamos o prato. Gente, ficou um espetáculo. A carne é bem macia e saborosa. Aqui está a receita:

Picanha com coca-cola ao forno (para 4 pessoas)

Ingredientes:
1 peça de picanha de aproximadamente 1,5Kg com capa de gordura
1 xícara das de chá de sal grosso
600 ml de coca-cola (divida em duas partes iguais)

Principais utensílios:
1 pirex de vidro ou forma de metal para assar
1 garfo grande, 1 boa faca e 1 tábua para fatiar

Preparo:
1. Pré-aqueça o forno em temperatura alta. No refratário ou forma em que for assar a picanha, coloque-a com a capa de gordura para cima. Adicione pouco a pouco o sal grosso, prensando-o sobre a gordura da picanha.
DICA: Acrescentei um pouquinho de sálvia e alecrim ao sal. Mas a receita original é com sal puro

2. Usando uma colher, regue delicadamente a picanha com metade da coca-cola, cuidando para que o sal não desgrude de sua superfície. Faz um pouquinho de espuma.
DICA: Se quiser, coloque a coca-cola no copo e aguarde para diminuir um pouco o gás. Não é necessário usar papel alumínio. Acredite, eu já “estraguei” uma picanha ao forno, pois cobri a assadeira com papel alumínio. Isso fez com que a picanha soltasse todo o suco, ficando dura.

3. Leve ao forno por 30 a 35 minutos, parando duas ou três vezes para regar com a segunda metade da coca-cola. Acho que um intervalo bom para regar a carne é a cada 10 minutos.

4. Assim que a crosta de sal estiver dourada/ferrugem, está pronta. Retire com cuidado a crosta de sal e aguarde a carne descansar por 5 minutos. Fatie e sirva com o acompanhamento que você mais gosta.
DICA: Se você prefere a carne ao ponto, deixe até 30 minutos no forno. Mas se gosta da carne mais bem passada, deixe-a assar por 35 a 40 minutos.

Gostei muito desta receita, pois a picanha ficou super macia, com um tempero maravilhoso. Creio que esta receita seja infalível. Para acompanhar fizemos couve-flor gratinada e arroz branco.
Os que comeram (inclusive eu), acharam que estava uma delícia!
E você? Gostou da receita? Se fizer na sua casa, me conte o resultado.

18 Comentários

  • tassio

    30 de janeiro de 2011, às 23:38. Responder

    Oi amiga :)
    fiquei curioso em relação ao sabor, a carne fica um pouco adocicada?
    bjo até

    • leiliane

      06 de fevereiro de 2011, às 11:53. Responder

      Tassinho, a picanha fica com ótimo sabor, sem adocicado aparente.
      Bjocas

  • Daniella

    30 de janeiro de 2011, às 23:39. Responder

    Hum… Gostei muito dessa receitinha, Leili! Vou testar! Bjos

    • leiliane

      06 de fevereiro de 2011, às 11:59. Responder

      Quando testar me conte, Dani.
      Bjocas

  • Paula

    01 de fevereiro de 2011, às 19:26. Responder

    Olá Leili, vim conhecer o seu blog, vi o link no blog da Dani – Cravo e Canela, adorei o que vi por aqui e já estou te linkando! Beijos

    • leiliane

      06 de fevereiro de 2011, às 11:46. Responder

      Eu também já visitei seu blog e adorei! Obrigada pela visita e pelo link. Bjocas

  • silvia

    21 de março de 2011, às 17:03. Responder

    Olá Leilli,
    Td bm?
    hum essa eu vou tentar,parece ser td de bom.
    amo carne,conheci o seu blog e queria te parabenizar,
    é td de bom.
    Sou amiga da sua mãe,trabalho com ela,ela é um amor de pessoa.
    att,silvia

    • leiliane

      21 de março de 2011, às 17:19. Responder

      Olá Silvia,

      Muito obrigada pela visita e pelo comentário.
      Espero que sua receita dê certinho.
      Volte sempre por aqui!
      Abraços.

  • João Paulo

    03 de fevereiro de 2012, às 00:50. Responder

    Hum!!!!! Diferente, mas deve ter ficado espetacular, adorei!!!!
    Depois faça-me uma visita:
    http://www.tradicaoportenha.blogspot.com
    Obrigado

  • Edna

    28 de fevereiro de 2012, às 15:24. Responder

    Olá!!

    Qual é a função da coca-cola nessa receita?

    • leiliane

      28 de fevereiro de 2012, às 19:16. Responder

      Olá Edna,

      Acredito que a função da coca-cola é deixar a carne bem macia.
      Além disso, ela faz com que o sal penetre na carne, temperando-a por igual.
      Obrigada pelo comentário.
      Volte sempre ao blog.
      Abraços,

      Leiliane

  • mario neto

    18 de março de 2013, às 17:14. Responder

    Se a picanha assada de forno ficou dura, meu caso, o que posso fazer para melhorar? Ou reutiliza-la em outra receita? (Não fiz com sua receita, fiz assada no forno apenas com sal fino e alho). Obrigado.

    • leiliane

      19 de março de 2013, às 10:16. Responder

      Ola Mario,

      Obrigada pela visita ao blog.
      Uma vez fiz picanha no forno e ficou dura.
      Foi porque utilizei papel aluminio e a carne perdeu todo o suco.
      Com isso descobri que a melhor forma de fazer a picanha no forno. Colocar temperos simples na hora e levar ao forno alto, sem cobrir. Ja fiz algumas vezes e nao tem erro.
      Nao sei exatamente o que pode ter acontecido no seu preparo.
      Para aproveitar, eu faria um arroz carreteiro com essa picanha.

      Abraco e volte sempre ao blog.

  • Leonardo

    02 de julho de 2013, às 11:30. Responder

    Já tive o prazer de almoçar na casa da Eliane, juntamente com o Thompson e outros amigos. Esse prato é realmente delicioso e errar ao fazê-lo é praticamente impossível. Eu que sou péssimo na cozinha, acertei de primeira!

    • leiliane

      02 de julho de 2013, às 12:23. Responder

      Oi Leonardo,

      Obrigada pela visita!
      Essa receita é mesmo infalível. Dona Eliana sabe das coisas.

  • Charito Peraza

    23 de outubro de 2013, às 13:02. Responder

    Adorei teu blog é a primeira vez que passo por aqui, e resolvi testa esta receita, depois te conto.

    • leiliane

      24 de outubro de 2013, às 10:39. Responder

      Olá Charito,

      Obrigada pela visita. Depois me conte mesmo.

      Abraços

Comente